Governo pode conceder empréstimo a inscritos no Bolsa Família

Anúncio

O governo deve conceder empréstimo a inscritos no Bolsa Família, e está avaliando a criação de um pequeno programa de empréstimos para atender aos beneficiários do programa.

Serão emitidos empréstimos com valores que variam de R$ 500 a R$ 1.000.

Anúncio

Em contrapartida ao fim do auxilio emergencial da pandemia que termina este ano, o governo estuda outras medidas de apoio a esse grupo mais carente, como auxílio-creche mensal de R$ 52 e bônus de até R$ 1.000 para alunos destacados.

Não está claro se o financiamento do empréstimo virá do governo federal ou de recursos orçamentários da Caixa. O orçamento inicial do plano não deve ultrapassar 2 bilhões de reais.

O presidente do banco público, Pedro Guimarães afirmou que pretende transformar o Caixa Tem em um banco digital e realizar uma oferta pública inicial. Entre os produtos que ele quer oferecer aos correntistas estão as microcrédito, com empréstimos de até R$ 1.000.

Caso o governo opte por utilizar recursos orçamentários para o plano, a ideia é organizar o fundo com os recursos criados para o Pronampe (plano nacional de apoio às micro e pequenas empresas).

Além disso a equipe econômica avaliou também se o risco de crédito da operação será de 100% do fundo ou se será alocado na Caixa.

Alerta sobre o empréstimo a inscritos no Bolsa Família

Apesar de discutir o andamento do programa, os técnicos da equipe econômica alertaram o ministro da Cidadania, Onyx Lorezoni, gestor do Programa Bolsa Família, que é preciso considerar essa medida com atenção, para que os microcrédito se torne algo que levará apenas ao consumo imediato, sem o uso consciente dos valores.

De acordo com dados do Banco Central, a inadimplência para microcrédito é muito baixa, chegando a 2,4% em outubro.

Contudo esse índice é inferior à taxa geral de inadimplência para pessoas físicas, que atingiu 3,1% no mesmo mês. Na base de comparação, a taxa de juros do crédito pessoal atingiu 5,7%.

De acordo com dados do Banco Central, o investimento total em microcrédito de todos os bancos que operam dessa forma é de apenas 6,8 bilhões de reais.

Governo já oferece empréstimo a inscritos no Bolsa Família

A princípio o Ministério da Cidadania já oferece aos beneficiários do Cadastro Único e do Bolsa Família cursos de capacitação gratuitos e a possibilidade de obtenção de microcrédito por meio do programa Progredir.

No entanto, a avaliação do pessoal técnico do Ministério da Cidadania é que o nível de adesão tanto aos cursos quanto ao microcrédito é muito baixo.

Por um lado, os participantes do Cadastro Único e os beneficiários do Bolsa Família não encontraram motivação para se capacitarem. As instituições financeiras que cooperam com programas de microcrédito não recebem solicitações dos participantes nem oferecem incentivos para os empréstimos.

empréstimo a inscritos no Bolsa Família

É provável que você também goste:

Buscando…

0